• rotativa 1
  • banner geo
  • banner franquias
  • As pequenas e médias empresas também podem investir em marketing intelligence.
  • Democratizamos o geomarketing. Use a inteligência geográfica e invista no local certo.
  • Conheça nosso processo de formatação de franquia e expanda com segurança.

Por que a transparência beneficia empresas e consumidores.

Ligado .

Infographics 008Em 2012 surgiu a Lei do Imposto na Nota, com o objetivo de mostrar ao consumidor quais os impostos incidentes na mercadoria ou serviço.

O consumidor mais esclarecido conhece a composição de preço de um produto. Parte é imposto, parte é custo e parte é lucro da empresa. Lucro esse que é a razão de ser de qualquer companhia, portanto, nada de errado com isso. E para os demais consumidores, que não entendem nada de composição de preço? A empresa vira vilã.

O que pretendemos abordar neste post são os benefícios da transparência para todos, para as empresas e para os consumidores.

Uma pausa para uma observação importante: nós acreditamos que cada empresa deve cobrar por seu produto o que achar necessário e justo. E temos certeza que o consumidor tem total liberdade para não comprar em um ambiente de livre mercado. Achou caro? Não compre.

Sabemos que, do mesmo jeito que existem empresas que prejudicam consumidores, existem consumidores que prejudicam empresas. E a quem cabe regular esses abusos? Em muitos casos o próprio mercado se encarrega disso, ainda bem. Mas às vezes o abacaxi cai no colo da justiça.

Como assessoria empresarial a Duopo possui demandas jurídicas e um time de advogados especializados em imbróglios consumeristas. Estamos acompanhando os movimentos do consumidor e, ao analisarmos os processos que temos, parece haver atualmente uma onda pró consumidor que não faz mais sentido, considerando as opções e as informações disponíveis no mercado.

Vamos exemplificar: você comprou um ingresso pela internet. Na data do evento você retirou o seu ingresso na bilheteria. A empresa, obviamente, te cobrou por isso. Falamos "obviamente" porque o seu ingresso não foi sozinho até a bilheteria e depois até a sua mão. Alguém trabalhou para que isso acontecesse. E isso envolve custo, ponto. Esse valor gerou tributos e a empresa pagou o governo.

Aí, você, consumidor, achou a "taxa" abusiva e entrou na justiça, de forma gratuita. A justiça condena a empresa a devolver o dinheiro (sim, isso acontece). A empresa ficou com os custos da operação, os custos dos impostos e os custos da ação (com dano moral, que virou padrão atualmente).

E quem você acha que paga a conta no final? Se você fosse dar um chute, acharia que os preços dos próximos ingressos ficarão mais caros ou mais baratos?

Existem empresas que cobram um percentual ao invés de uma taxa fixa pela sua conveniência? Sim, existem. Você, consumidor, pode deixar de comprar ou se dirigir a um posto para a compra do ingresso. As empresas são obrigadas a disponibilizar essa opção. Você não pagará a taxa de conveniência, mas gastará um tempo. A Lei te dá esse poder de escolha.

Nesse ciclo todo entra a grande vantagem da transparência. Você mostra ao consumidor o que ele efetivamente paga e, para o consumidor, fica mais fácil de entender. Já demos um exemplo aqui: a empresa Everlane mostra o que compõe o preço de seus produtos. Lógico que falamos aqui de empresas que não trabalham no mercado de luxo, nem das indústrias que utilizam os custos de produção como vantagem competitiva.

Falamos da maioria das pequenas e médias empresas brasileiras que lidam com consumidores exigentes e um judiciário que muitas vezes não entende de mercado.

Pra terminar e fazer você pensar, uma frase do desembargador José Renato Nalini, presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

"...você começa a ter uma Justiça que pode servir mais para quem não tem razão do que para quem tem. Quando eu comecei a fazer mestrado, tinha o professor Canuto, que falava assim na primeira aula: ‘Vocês estão aprendendo a ideia de que a ação é um direito. Eu vou dizer que não. A ação é um ônus. Quem tem direito, até provar que tem direito na Justiça, vai sofrer. Deviam falar em ônus de ação e não em direito de ação’. E ai o pessoal: ele é louco. Não era não. Ele era lúcido. Isso foi em 1970. Você, meio moleque, você diz: é folclórico e tal. Você está ali, ligadão, depois de 40 anos você vê que realmente ou a gente dá uma sacodidela na sociedade inteira, porque ela é quem sustenta a máquina, cujo custo vai ficar cada vez mais elevado. A Justiça é dispendiosa. Se ela não ajudar a rediscutir o modelo e não assumir o protagonismo de realizar uma profunda reforma estrutural, o judiciário vai continuar crescendo, porque expertise em crescer nós temos. É só fazer projetos. Essa é a mentalidade. Você recebe os municípios, precisa de mais varas, precisa de mais prédio, precisa de mais funcionários. É mais, mais, mais."

Consumidor, você que entra na justiça por achar algum preço abusivo escolha, na próxima vez, não comprar. Você vai economizar duplamente. Deixemos o mercado ditar as regras. E a empresa que abusar ser devidamente punida pelos consumidores esclarecidos, com poder de escolha.

Empresa, você que faz tudo direito e tem uma pilha de contas pra pagar ao final do mês, mostre ao consumidor suas dificuldades e sua composição de preço.  Além dos impostos na nota, inspire-se com o exemplo da Everlane.

Reverter esse ciclo é tarefa nossa, enquanto empresários e consumidores esclarecidos.

Imagem Freepik.

Tags: transparência

saiba mais sobre nossos serviços

A duopo possui serviços sob medida para as pequenas e médias empresas. Conheça nossas ferramentas e faça sua empresa crescer.

marketing intelligence

shutterstock 194767628 mkt

Planejamento, precificação, cálculo de potencial de mercado, comportamento do consumidor, geomarketing. Tudo em mapas, dashboards e análises. Quer saber o que o marketing intelligence pode fazer para sua empresa crescer? Saiba mais.

geomarketing

shutterstock 190901090 geo

Nós da duopo acreditamos muito nessa ferramenta, porque trabalhamos com marketing e sabemos que unindo dados de localização à ele podemos ir muito mais longe. Quer usar o geomarketing para fazer bons negócios? Saiba mais.

formatação de franquias

shutterstock 179156594 fran

A duopo vai além dos manuais, contrato e COF. Estudamos a viabilidade do seu negócio e entregamos o planejamento completo. Quer saber como expandir com segurança? Saiba mais.